Anúncios
RSS

LIVRE DOS TEMORES

12 out

 

Não temas – Nani Azevedo

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha forte mão.” (Isaías 41:10)

            Um dos males que mais têm assolado o homem dos dias atuais é o temor. Medo da doença, da separação conjugal, do desemprego, da violência, das drogas, da perda dos bens ou riquezas, da morte, do futuro incerto, do desconhecido, de coisas ignoradas e até mesmo existe o temor de não se sabe o quê.
            Até certo ponto isso poderia ser considerado normal, ou mesmo aceitável. No entanto, muitas vezes, o temor atinge um nível tão elevado que se transforma numa intensa ansiedade, que vira um “fantasma” que persegue a pessoa continuamente, levando-a ao pavor, ao pânico (medo incontrolável, inexplicável e não raramente de origem desconhecida) e à depressão, cujos reflexos são perceptíveis no corpo, na alma e no espírito. 
            Evidentemente, esse mal deixa o indivíduo totalmente inseguro e infecundo, acorrentado, paralisado e, conseqüentemente, frustrado e infeliz.
Quando alguém está nessa situação, tudo aparenta não ter solução, estar definitivamente perdido, visto que se sente impotente e incapaz de reverter esse quadro. Mas… será que realmente é irreversível tal situação ou condição?
            A fim de tentar compreender melhor esse câncer destruidor e assim poder combatê-lo com sucesso, convido-o a mergulhar comigo no Salmo 34:4, que traz uma declaração fantástica e enriquecedora: “Pedi a ajuda do Senhor, ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores”.
O que Davi nos revela aqui sobre si mesmo e sobre Deus?
           Quem sabe, você sempre viu esse homem de Deus como um exemplo, como um modelo a ser seguido ou imitado. Afinal, não fora ele escolhido e ungido pelo próprio Senhor para ser rei de Israel depois de Saul? A Bíblia não nos diz que a partir do momento em que ele foi ungido por Samuel, o profeta, o Espírito Santo desceu sobre ele e não mais se apartou dele? Acaso não nos revelam as Escrituras Sagradas que Davi matou um urso, um leão e Golias – o gigante? Porventura, não era esse homem músico instrumentista, compositor, cantor, rei guerreiro, valente, ousado, vencedor e, finalmente, “um homem segundo o coração de Deus”, como nos diz Atos 13:22?
Um homem assim com um currículo admirável desse, quiçá invejá-lo, certamente era seguro. Nada o atormentava. Nada tirava seu sono. Aliás, diante dele nos sentimos assaz pequenos. Para dizer a verdade: um nada. Talvez, ainda menos.
            Engano meu, seu e de todos os que já existiram, existem ou venham a existir. Como ser humano, ele era tão limitado quanto nós, e sujeitos às mesmas paixões (Tiago 5:17: 1ª parte), problemas e conflitos interiores que qualquer ser humano.
Davi não era um deus, semideus, super-herói. Nem mesmo um herói. É por isso que mesmo sendo tudo o que já vimos e tendo vivido tudo o que a Bíblia nos revela sobre sua vida, ele assumiu suas fraquezas. E, ao assumi-las, revelou-nos algumas grandes e fundamentais verdades que precisamos aprender e praticar.
            A primeira é que nenhuma pessoa está imune a temores. É preciso assumir isso diante dos homens e, sobretudo, de Deus.
Em segundo lugar: nem dinheiro, bens ou riquezas podem nos imunizar. Muito menos o poder, a fama, o sucesso ou amigos. Nem mulheres ou homens. Nem qualquer outra coisa desse mundo pode ou consegue eliminar os temores ou a possibilidade de vir a tê-los.
Em terceiro lugar: é preciso pedir a ajuda do Senhor (Salmo 34:4 – parte A). Ao pedirmos auxílio a alguém estamos as sumindo e expondo nossas fraquezas, passando sobre o nosso orgulho. Quem sabe, essa é a parte mais difícil e dolorosa, pois ninguém gosta de revelar seus pontos fracos, impotência e incapacidade para resolver sozinho esse gravíssimo problema, ainda que seja para Deus. Porém, quem quiser livrar-se desse “fardo tão pesado”, precisa tomar a decisão de abrir seu coração para o Senhor. E, se considerar necessário e conveniente, até mesmo para um homem ou mulher de Deus, em quem você pode confiar e com quem pode contar, para buscarem juntos a solução e a aniquilação desse “câncer”.
             A outra verdade é que Deus responde àquele que se dirige a Ele pedindo socorro. Veja o que nos dizem os textos a seguir: “Clame a mim, e responderei e anunciarei coisas grandes e firmes que não você não sabe” (Jeremias 33:3) e Mateus 7:7 ao 11: “ Peça, e será dado; busque, e encontrará; bata, e lhe será aberto. Porque aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que pede, lhe será aberto. E qual de entre vocês é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe, peixe, lhe dará uma serpente? Se vocês, pois, que são maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais seu Pai, que está nos céus, dará bens aos que pedirem a Ele {disse Jesus}”.
Qualquer pessoa que se dirigir ao Senhor tem a palavra dele próprio como garantia de que será ouvido. Veja o que Ele afirma em Jeremias 29:13,14: “E vocês me buscarão, e me acharão, quando me buscarem com todo o seu coração. E serei achado de vocês, diz o Senhor…”. Entretanto, é necessário buscá-lo com todo o coração, isto é, sem reservas ou restrições e com verdade.
Por último: Deus nos livra de todos os temores. Não apenas de alguns. De todos, “porque para Deus nada é impossível” (Lucas 1:37).
             Como pai que é, como pai perfeito que é, o Senhor quer que seus filhos sejam saudáveis no corpo, na alma e no espírito, ou seja, em todo o seu ser. Todos os seus filhos. Não só Davi ou aqueles que fazem parte do “clube dos queridinhos e privilegiados do papai”, já que o Senhor não faz acepção de pessoas (Atos 10:34),isto é: Ele não faz diferença entre uma pessoa e outra em quaisquer sentidos: intelectual, cultural, social, financeiro, religioso, sexual etc… etc… etc… Então a promessa é para todos aqueles que o invocarem ( chamarem-no em seu auxílio, que lhe pedirem socorro).
Segundo alguns estudiosos do Livro de Deus, há, entre Gênesis e Apocalipse, 366 vezes a expressão “não temas”, com essas palavras mesmo ou com outras de valor equivalente. Por que tantas vezes? Por que 366?
Creio eu que se Ele fez questão de que exemplos como o de Davi fossem registrados e também a expressão “não tenha medo” é porque conhece muito bem nossa estrutura (Salmo 103:14; ver também o Salmo 139) e está falando seriíssimo que quer nos ajudar. Os trezentos e sessenta e cinco (ou seis) dias do ano. Todos os “santos dias” Ele almeja que não tenhamos medo, mas que, ao invés disso, confiemos plenamente Nele e nos sintamos seguros, pois, como Ele próprio declara em Isaías 49:15: “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não tenha compaixão dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti”.
             Aleluia!!! Que Deus maravilhoso!!!
             Portanto, meu amado, seja qual for o seu temor (ou temores), vá até Ele em nome de Jesus (João 16:23,24) e abra-lhe seu coração. Conte tudo para o Pai. Tudo o que sente, pensa, teme que, indubitavelmente, você será ouvido.
             Como deve falar? Como você falaria com o seu melhor amigo: com total clareza e transparência.
A partir do momento em que você abrir sue coração para Ele, sua vida não será mais a mesma. Então peça ao Senhor que os benefícios conquistados por Jesus através da morte e ressurreição Dele passem a ser válidos e reais em sua vida. Peça-lhe que Ele realmente envie o Espírito Santo para habitar em você (João 14:18), ser seu Consolador, Conselheiro, Mestre e Intercessor, e sua alma será inundada pela graça e pela paz autêntica e permanente que só Deus pode dar (João 14:27; 16:33). E você se sentirá seguro, protegido – mesmo se estiver em meio à tempestade.
             Que o amor de Deus, a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo e a comunhão e consolação do Espírito Santo estejam com você, meu querido, fazendo-o viver, em todas as áreas, a vida abundante que o Senhor lhe prometeu (João 10:10).

Anúncios
 
 

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: