Anúncios
RSS

EU TENHO UM SONHO

07 nov

aguia voando

 

              Os Estados Unidos da América sempre conviveram e ainda convivem com uma abominável discriminação racial, consoante registra a História. Houve um período em que se assumia publicamente que o negro era uma raça inferior, era cidadão de segunda categoria. Por conseguinte, os descendentes dessa raça não podiam estudar nas escolas dos brancos, morar no mesmo bairro, sentar-se no banco do ônibus se houvesse um branco em pé e, quando se sentavam, devia ser nos bancos traseiros. Nessa época, nem mesmo tinham o direito de freqüentar as mesmas igrejas. Sofriam terríveis violências físicas e verbais, mas não podiam contar com aqueles que deviam defendê-los: os representantes da Justiça. Pelo contrário, eram ainda mais humilhados quando recorriam à polícia ou aos juízes. (Quero salientar que não eram todos os brancos que agiam assim. Obviamente, havia muitos que não compactuavam com o racismo e que os defendia. Se generalizasse, cometeria uma tremenda injustiça.)
             Foi nesse contexto histórico caótico que surgiu um homem chamado Martin Luther King – jovem, negro, pastor Batista – até então desconhecido. “O que eu tenho a ver com isso?” você pode estar pensando. Ou ainda: “O que esse homem tem a ver com isso?” . “Tem muito, muito.” – digo eu. Por quê? Porque ele veio a tornar-se um grande líder daquele povo sofredor. Tornou-se um dos maiores defensores dos direitos do seu povo.
             Certa feita, em uma das manifestações que pediam o fim da desigualdade racial, ele iniciou seu discurso para cerca de duzentas mil pessoas dizendo assim: “Eu tenho um sonho…”. E é sobre isso que eu gostaria de refletir um pouco com você: ter sonho(s).
Certamente, havia milhões de contemporâneos de Martin que estavam inconformados com a situação em que viviam. Porém, existia um diferencial entre ele e seus concidadãos. Esse jovem tinha um sonho: ver seu povo livre da vil discriminação por que passavam. Sonhava ver seus irmãos sendo respeitados como todo ser humano precisa e gosta de ser. E, alimentado pelo seu anseio, partiu em busca da realização dele. Pelo caminho, encontrou inúmeros e gigantescos obstáculos. Sofreu séria oposição até mesmo por muitos de sua raça, que não acreditavam ser possível reverter aquele quadro repugnante. Contudo, levou a cabo o seu desejo e os frutos do seu sonho e da sua luta são concretos e definitivos. Mesmo que não tenha conseguido extirpar esse mal, fez aquilo que lhe era cabível e, embora naquele momento não imaginasse o alcance da luta, afetou sua própria história, a de sua família, de sua comunidade, estado, país e do mundo. E isso de forma extremamente positiva, benéfica.
             É aqui que você entra nesse assunto. Talvez, até o presente momento sua vida tenha sido sem significado, vazia, monótona, você nem mesmo sabe por que está aqui na terra. Muitas vezes, parece nem viver; apenas vegetar. Por causa disso, dança conforme a música. Se acontecer alguma coisa, ótimo; se não, que diferença faz? Por isso, gostaria de chamá-lo a reflexão, de despertá-lo para algo que é crucial: Quem não tem um sonho está morto. Morto? Sim. Morto-vivo. Pois é o sonho que nos move. Que dá razão ao nosso existir. Mais ainda: quem não sonha não se prepara para o futuro e, conseqüentemente, será vítima de si mesmo já no presente. Colherá os frutos da sua apatia, inércia e irresponsabilidade. Mas o pior é que tal postura afetará não só a própria história mas também a de outros, inclusive de seus entes queridos. Ademais, é uma forma de egoísmo, uma vez que a realização de um sonho poderia beneficiar a história até mesmo da humanidade. Tolice? Não. Mil vezes, não. Pense, por exemplo, em quem sonhou inventar algo que tornasse mais fácil e prático o trabalho de levantar um grande peso e inventou a alavanca. E o outro que inventou a carretilha. E o inventor do guindaste. E quem sonhou em erradicar a poliomielite (paralisia infantil). O telefone. O automóvel. O avião… Vou parar por aqui porque a lista é infindável.
             Portanto, se você deseja ser feliz, sonhe. Se você quiser transformar o desejo de ser feliz em felicidade real, vá à luta. No entanto, deve se lembrar de que para atingir seus objetivos plenamente não poderá usar meios desonestos, ilícitos, pois, aquilo que o homem semear, ceifará. Não se esqueça também de que ao longo da nossa efêmera existência podemos ter diversos sonhos: uma roupa, um telefone celular, uma moto, um carro, casar, ter filhos, comprar uma casa, fazer um curso técnico ou uma faculdade, viajar, evangelizar, aprender tocar um instrumento, fazer um curso de teologia, orar e ler a Bíblia mais e muitos outros. Entretanto, é possível que não consigamos realizar alguns deles por força das circunstâncias ou que precisemos adiá-los por algum tempo. Provavelmente, a turma do “Não dá” se apresentará e tentará fazer-nos crer que não conseguiremos e desistir. E, quando isso ocorrer, não temos a necessidade de ficar sentados no muro das lamentações. Pelo contrário, devemos juntar todas as forças possíveis para sairmos de perto desse grupo de perdedores, fracassados, corrigir a rota, e seguirmos em frente, sabendo que a pior dor não é a de não termos conseguido, mas a de não termos tentado, lutado, ido até o fim.
            Então, sonhe. Voe alto. Saia do lugar-comum. Seja diferente da maioria, que é pessimista, derrotista e desencorajadora. Faça a diferença na sua vida, na sua família, na sua escola, no seu trabalho, na sua comunidade. Seja líder de si mesmo – de suas emoções e de seus pensamentos. Decida sonhar, como fez Martin Luther King. Decida crer. Decida lutar, pois, fazendo assim, você indubitavelmente terá cumprido o propósito da vida e será feliz, bem feliz.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE PARA HOJE: O sonho de Martin L. King está parcialmente realizado com a eleição de B. Obama para a presidência dos E.U.A. Com ele também Israel continuará sendo protegido, já que Obama declarou ser esse o seu desejo.

Joe Biden garante que Obama protegerá Israel

 

Flórida – O senador Joe Biden garantiu hoje a uma platéia de eleitores judeus idosos que o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, agirá com força na proteção de Israel. Segundo o companheiro de chapa de Obama, o território israelense é menos seguro hoje do que quando o atual presidente dos EUA, George W. Bush, assumiu o cargo. O candidato à vice-presidência também falou sobre sua experiência nos temas envolvendo Israel.
fonte: Agência Estado ( www.ae.com.br )
Anúncios
 
 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: