RSS

Arquivo da tag: palavra

Motivação – Parte 1

a imagem que temos de nós mesmos

Como você se vê?

      Um dos assuntos mais abordados por palestrantes atualmente é motivação. Mas, ainda que pareça ser uma descoberta meio recente, ele está presente nas Escrituras Sagradas de Gênesis a Apocalipse e é abordado, em especial, pelo próprio Deus. Aliás, segundo alguns estudiosos, há, na Bíblia, trezentas e sessenta e seis vezes, de forma direta ou indireta, a expressão “Não temas.”. Por que será?

Penso eu que, se o Senhor as deixou registradas por meio de seus servos ou de Cristo, é porque existem razões plausíveis para isso. Portanto, é mister que paremos um pouco e reflitamos sobre esse tema: Motivação à luz da Bíblia. Isso porque, além da sua profunda relevância, existe uma gigantesca diferença entre a visão do Pai sobre ele o conceito do mundo. Antes, porém, faz-se necessário refletir a respeito de algumas questões fundamentais a todos nós, a fim de que possamos extrair o máximo possível das verdades bíblicas. Então, leia e reflita.

Como você é visto: Pelas pessoas? Pelo maligno? Por você mesmo? Por Deus?

Quando as pessoas ao seu redor não lhe dão valor, é ruim?

E quando você mesmo não se dá valor?

Como você se vê? O que pensa de si mesmo?

Fazer esses questionamentos é assaz importante, uma vez que eles poderão revelar coisas profundas a nosso respeito e ajudar-nos a corrigir nossa autoimagem e redirecionar nossas ações e comportamentos, tanto na vida chamada de “secular” como na espiritual, se bem que para o cristão não há essa distinção; somos um ser espiritual.

Sendo assim, comecemos a analisar e responder juntos a tais indagações. Vamos lá?

Em I Samuel 17:42-44, vemos que Golias viu Davi (amado, no hebraico) com desprezo. Ele só conseguiu ver que o “Amado” era jovem, ruivo e de gentil aspecto. Por isso,  subestimou-o e o amaldiçoou. Porém, como aquele jovenzinho sabia quem ele era e que maior era o que estava com ele, derrotou-o permitindo, assim, que o nome de Deus fosse glorificado pelos israelitas e temido pelos inimigos. Não apenas pelos filisteus. Logo, entendemos que a visão dos outros sobre nós não importa muito. Ainda que nos desprezem, se soubermos quem de fato somos, triunfaremos.

Como o maligno, o adversário de nossas almas, nos vê?

Em João 10:10, está escrito que “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu {Jesus} vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”. Assim, concluímos que o diabo, o opositor, vê-nos como um alvo a ser eliminado, destruído. No entanto, o Senhor nos enxerga como alguém tão valioso, que morreu em nosso lugar para que tenhamos vida abundante. Ademais, as Escrituras registram que Jesus triunfou sobre o adversário e o expôs publicamente – Colossenses 2:14,15.  Então, pouco importa a visão do maligno sobre nós, caso estejamos cônscios do que Cristo fez por nós e de quem somos Nele.

Como você se vê? Read the rest of this entry »

 

Tags: , ,

 
%d blogueiros gostam disto: