Anúncios
RSS

Depósito de lixo

17 jul

coração sujo

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”

(Prov. 4:23)

       Outro dia, em uma das minhas caminhadas de oração, comecei a pedir a Deus que me ajudasse a retirar do meu coração todo lixo que porventura houvesse, pois, ainda que tenhamos sido redimidos por Cristo, como humanos que somos, estamos sujeitos a pecar. E, se não tomarmos cuidado, não perceberemos que o Espírito Santo se irá de nós.

     Enquanto conversava com o Senhor, veio-me à mente a imagem de uma casa e comecei a comparar nosso coração a ela. Por isso, gostaria de compartilhar com você algumas coisas que considero ser importantes para todos nós como cristãos desejosos de viver em comunhão com o Pai.

     A primeira delas é que uma casa recém-construída é bela e bem asseada. Tudo está em ordem e a decoração lhe dá um toque especial. Então, o ambiente se torna realmente agradável e dá gosto de apresentá-la e compartilhá-la com alguém, sobretudo se for a pessoa a quem amamos e com a qual almejamos viver nossos dias e nossos sonhos. Ela nos faz sentir realizados e confortáveis.

     Da mesma forma ocorre conosco quando entregamos nossa vida a Jesus, aceitando-o como nosso Senhor e Salvador. A casa, que é o nosso coração, é restaurada e todas as velharias e lixo são jogados fora. Há, agora, cheiro de novo, cheiro de limpeza, cheiro de vida. Sentimo-nos bem. Isso ocorre porque “se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II Co 5:17). Logo, almejamos comungar com Deus tudo o que diz respeito a essa “casa”.

     A segunda observação é que, com o passar dos dias, se a casa não for bem cuidada, poeira começa a se acumular; a poluição faz com que a pintura se torne opaca; o lixo vai se acumulando; surgem insetos. Se houver terra, começam a nascer ervas daninhas. E a beleza de seus primeiros dias cede lugar à feiúra. O brilho da alegria reinante dá lugar ao cinzento da tristeza e do abandono. Deixa de ser confortável. O sentimento de realização bate asas e dá lugar à insatisfação e frustração. 

     Ao refletir sobre o nosso coração redimido por Cristo e regenerado pelo Espírito Santo, subiu-me à mente que ocorre o mesmo. Se não tomarmos o devido cuidado, toda sorte de lixo, ervas daninhas e insetos – metaforicamente falando – começam a conquistar o território antes limpo, adornado e com o bom perfume do Mestre. Assim, o Espírito Santo se vê obrigado a ir embora porque Ele não habita em templo sujo (I Co 3:16,17; 6:19).

     Outra consideração importante é que esse mal pode ser evitado, ou seja, a casa pode ser conservada limpa, organizada, cheirosa, adornada, nova e confortável. É óbvio que para isso ser possível exige trabalho, exige sacrifício, exige determinação e persistência do proprietário, uma vez que serão precisas limpeza e arrumação diárias. A poeira deve ser retirada. O lixo, jogado fora. É necessário que haja uma faxina periódica, manutenção de sua estrutura, consertos imediatos à descoberta de algum problema, a fim de se evitar complicações e comprometimento da segurança, danos irreversíveis e, como conseqüência, grande prejuízo.

     Assim também deve ser feito com nossa “casa espiritual”. Danos irreversíveis e consequentes perdas podem ser evitados, desde que façamos uma limpeza diária e manutenção periódica. Ou melhor: precisamos dizer a Deus o que disse Davi: “Sonda-me, ó Deus, conhece o meu coração: prova-me e conhece os meus pensamentos. E  vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me por caminho eterno” (Salmo 139:23,24). Faz, então, necessário pedirmos ao Espírito Santo que nos traga à memória algum lixo que porventura houver.

     Esse lixo pode ser um pecado propriamente ou um embaraço, conforme diz Hebreus 12:1. Como “embaraço” podemos considerar muitas coisas: o medo, a ansiedade, a preocupação desmedida com as coisas, a depressão, complexo de inferioridade, sentimento de auto-suficiência, amizades inadequadas a um servo de Deus, o excesso de trabalho, a falta de leitura da Bíblia e de meditação, a falta de momentos de oração e comunhão com o Senhor e tantos outros. Tudo isso vai se acumulando em nosso coração, se não formos diligentes, comprometendo nossa comunhão com o Senhor e, como resultado, gerando sentimento de culpa, medo, infelicidade ou muitos outros sentimentos que apagam o brilho da nossa vida.

     Agir assim, portanto, é de vital importância, uma vez que com o passar dos dias e anos na nossa caminhada cristã há um sério risco de perdermos o foco ou de nos conformarmos com este mundo e passarmos a viver pela medida e valores dele. Para que isso não venha acontecer, Paulo nos adverte: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus” (Romanos 12:2).

     Certamente, o apóstolo deixou-nos essa palavra por saber que nossa natureza pecaminosa tem a tendência de nos tornar mais tolerantes com o pecado e com os embaraços, o que é um veneno mortífero. Esse é o antídoto: não se conformar, isto é, não passar a ter a forma do mundo, não se amoldar ao padrão dele, não se ajustar a ele com seu lixão maligno.

     Portanto é fundamental que não deixemos nosso coração e mente se tornarem um gigantesco depósito de lixo. É de suma importância pedir que o Espírito Santo, “que nos convence do pecado, da justiça e do juízo divino” (João 16:9) nos ajude a reconhecer o que é lixo para que possamos nos converter todos os dias que se chamam hoje e possamos manter essa casa, que é o nosso coração, limpa, adornada, restaurada, organizada, confortável e exalando o bom perfume de Cristo (II Co 2:14,15) de tal modo que tenhamos condições de hospedar o Espírito Santo nele.

    Agindo assim, sem sombra de dúvida, manteremos comunhão e intimidade com o Senhor e poderemos realizar nossos sonhos e, acima de tudo, ser “adoradores que o adoram em espírito e em verdade”, porque são esses que o Pai procura (João 4:23,24). Então não aceitemos, em hipótese alguma, ser um depósito de lixo. Almejemos e façamos de tudo para que sejamos morada de Deus em Espírito como nos ensina o apóstolo Paulo em Efésios 2:22).

Anúncios
 

Tags: , , , ,

2 Respostas para “Depósito de lixo

  1. Bruna

    16/09/2010 at 18:23

    Eu adorei essa mensagem, mais nem sempre é facil resistir a algumas coisas que acontecem.Eu mesmo ando feliz por ter arrumado um emprego e por outro lado meio chatiada,pois não consigo arrumar um companheiro que dê certo.Entrego minha vida a deus todos os dias, e batalho para nao desistir e continua com a fé que eu tenho.
    Essa mensagem serviu para eu refletir um pouco mais sobre meu coração e sobre deus tambem…
    Muito legal viu …

     
  2. jose Augusto Cezar Luz

    25/08/2010 at 18:10

    gostei muito do paralelo entre a casa nova e vida com cristo, muito claro gostaria de saber mais a respeito das comparações que são usados para identificar situações, pessoas, árvores, vegetais, animais, frutos, rocha, pedra, estrada, caminho, etc.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: