Anúncios
RSS

Arquivo da tag: Espírito Santo

Se você não pode, Jesus pode

Man sitting desperately under the cross

Não sei se o que vou dizer já aconteceu com você, mas comigo isso já aconteceu muitas vezes: Houve e ainda há situações nas quais me senti ou me sinto impotente e incapaz para agir ou reagir de modo correto a fim de resolver determinado problema. E tenho de confessar que é um sentimento realmente ruim e incômodo.

Por outro lado, sentir-me assim não é de todo mal nem vergonhoso, porque me faz perceber o quanto sou… humano e, consequentemente, limitado. Além disso, também me leva a fazer fantásticas descobertas a respeito do meu Senhor e Salvador. Assim, entendo que não estou sozinho para lutar contra esses leões e gigantes que teimam em se colocar no meu caminho. Desse modo, sinto-me fortalecido, amparado e vejo o quanto sou amado pelo meu Senhor, o qual jamais me desampara.

     Uma das descobertas mais lindas e importantes é que a Bíblia fala que Jesus veio ao mundo em forma divina e também humana. As Sagradas Escrituras ainda revelam os motivos pelos quais seu nascimento foi dessa forma. Veja o que declara o escritor da Epístola ao Hebreus: “Por essa razão, era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus e fazer propiciação pelos pecados do povo. Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados” – 2:17 e 18.

Quão profunda é essa declaração! Sei que jamais vou conseguir externar aquilo que sinto quando a leio. Também minha limitação não me permite explicar totalmente esse texto. No entanto, tenho pedido ao Espírito Santo que caminhe comigo nesta jornada e me capacite para eu poder expressar algumas das verdades presentes aqui, pois creio que serão bênção para sua vida.

Antes, porém, quero dizer que não tenho conhecimento daquilo que está acontecendo com você neste momento. Sei apenas algumas coisas que acontecem com algumas pessoas e comigo. Contudo, isso não importa, porque, mesmo que eu soubesse de tudo, não teria poder para curar suas feridas e suprir suas necessidades mais profundas. Entretanto, vou indicar alguém que pode e tem prazer em socorrê-lo em todo tempo, especialmente naqueles em que está mais carente: Jesus.

Sendo assim, a primeira observação a fazer é que, como diz o texto bíblico mencionado acima, o Senhor se tornou semelhante a nós em todos os aspectos ou em tudo, a fim de nos entender integralmente e, assim, ter condições de nos socorrer quando formos tentados, o que, dependendo do contexto, significa os períodos nos quais passamos por alguma provação ou situação que foge ao nosso controle.

Consequentemente, tudo o que já passamos, estivermos passando ou viermos a passar não é nenhuma novidade ou algo desconhecido pelo Senhor. Se for uma dor física, ele também a sofreu, uma vez que foi espancado pelos soldados. Além do mais, puseram nele, à força, uma coroa de espinhos, causando-lhe uma dor intensa. Caso seja uma dor emocional ou psicológica, ele também a conhece muito bem.

Sendo a dor da humilhação pública, Jesus a sentiu profundamente, pois o despiram diante das pessoas, cuspiram em seu rosto, do qual só emanavam expressões e olhares de amor e de compreensão. Ademais, zombaram dele, disseram-lhe palavras depreciativas que, certamente, doíam no mais profundo da sua alma. Muito mais do que as bofetadas e chicotadas que desferiam em seu corpo.

Se porventura for a dor da decepção com as pessoas, o Senhor sabe muito bem o que isso significa. As pessoas a quem mais dedicara amor, bondade e tempo viraram as costas para ele. Judas o traiu covardemente, mesmo assim Jesus o chamou de amigo – Mateus 26:50. Pedro, que dissera que se preciso fosse morreria com ele, negou conhecê-lo – Mateus 26:35. Os demais discípulos também o abandonaram no momento em que carecia de, pelo menos, uma demonstração de amor e gratidão – Mateus 26:56.

A dor da solidão também não lhe é desconhecida. Como sabemos, Jesus não cometeu nenhum pecado (Hebreus 4:15). Todavia, quando foi posto naquela sangrenta cruz, o Senhor atraiu o pecado e a culpa de todos nós para, dessa forma, reconciliar-nos com o Pai. Por essa razão, naquele momento, Deus precisou se afastar dele, pois o pecado o afasta do homem – Isaías 59:2: “Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá”.

O desprezo e a incompreensão também Read the rest of this entry »

Anúncios
 

Tags: , , , , , , ,

Morada de Deus

_Corao_Pomba.jpg_

 

Há muitos textos bíblicos que realmente me encantam dada a sua beleza e que tocam profundamente o meu coração. Além disso, normalmente eles transformam minha vida, mudam minha rota, dão força e motivo para continuar pela estrada da vida, permitindo-me escrever uma nova história em parceria com o Senhor.

Tomando como base minhas experiências com Deus nessa área, creio que ocorre o mesmo com você, ou seja, a trajetória da sua vida é marcada e, sem dúvida, transformada por tais passagens bíblicas. Certo, então, de que temos vivências em comum, quero compartilhar umas dessas pérolas de inestimável valor. Vamos lá?

Para começar, convido você a se deliciar comigo com o que diz o apóstolo Paulo em Efésios 2:19 ao 22: “Assim que já não são mais estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a pedra da esquina, no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para o templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito”. Aleluia!

Que revelação e privilégio maravilhosos! Enquanto em algumas seitas o homem é chamado de “cavalo” ou de “aparelho” de um determinado espírito chamado de guia, no Evangelho de Cristo somos chamados de Edifício para morada de Deus em Espírito ou de Templo de Deus, como o apóstolo declara em I Coríntios 3:16: “Vocês não sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês?”.

Diante dessas magníficas palavras, fico deveras extasiado. Não sei quanto a você, mas isso me dá forças para continuar a carreira que me está proposta, olhando para Jesus, o autor e consumador da fé (Hebreus 12:2).

Desse modo, mesmo surgindo adversidades como doenças ou problemas familiares, ainda que o mar esteja de fato revolto, prossigo para o alvo, pois estou bem certo de que não ando sozinho, de que meu coração foi eleito para ser a morada do Espírito Santo, o representante do Pai e do Filho aqui na terra.

Sei que Ele, o Santo Espírito, é o cumprimento da promessa que Cristo fez de não nos deixar órfãos. Sei que Ele é o meu Consolador, Ajudador, Conselheiro, meu Mestre, meu Intercessor, quando não sei ou não consigo orar. Estou convicto de que ele me ajuda a vencer as minhas fraquezas e limitações. Estou certo  ainda de que ele também  ajuda você em todas as suas necessidades e batalhas da vida.

Por causa disso, quero convidá-lo deliciar-se com esse privilégio de ter sido escolhido para ser o Templo do Espírito Santo de Deus. Almejo ainda pedir que cuide bem desse templo, que é você, a fim de que esse ilustre hóspede possa morar definitivamente em seu coração e por fim leve-o para habitar eternamente com o Senhor lá na glória.

 

Tags: , , ,

Orfandade

O mundo está cheio de órfãos. Órfãos de pais, de filhos, de afeto, de atenção... órfãos de tudo!!

“Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.” (João 14:18)

 

Quando se fala em orfandade, logo nos lembramos de coisas extremamente negativas. Por isso, um dos textos bíblicos pelos quais sou apaixonado é o que utilizei na abertura deste artigo. E, justamente por considerá-lo uma das pérolas de maior valor das Escrituras Sagradas, se é que posso fazer tal afirmação já que todos trazem lições assaz relevantes para nós, quero compartilhar com você algumas das reflexões que podemos fazer a respeito dele e dos ensinamentos preciosos que ele traz.

Para isso, convido-o a pensar comigo na palavra orfandade e em suas implicações, pois, como afirmei na introdução, ela nos remete a algo ruim. Vamos lá?

Em primeiro lugar, vale lembrar que ser órfão significa não ter o pai e a mãe ou pelo menos não ter um dos dois genitores. Assim, quando Jesus diz aos discípulos que não os deixaria órfãos, está declarando que eles não ficariam sem pai. Enquanto esteve com eles, o Senhor lhes foi como um pai. Basta lembrar que em João 10:30 ele fala: “Eu e o Pai somos um”. Logo, entendemos que o Mestre assumiu esse papel durante o período de tempo que esteve aqui na terra.

Em segundo lugar, é importante recordar que a ausência dos pais gera nos filhos os sentimentos de solidão, de vazio, de insegurança, de abandono, de medo quanto ao que há de acontecer. Enfim, passam a se sentir perdidos como um barco à deriva num mar tempestuoso.

Em terceiro lugar, um órfão se sente como um marinheiro que não tem um porto seguro onde possa atracar o seu navio. Sente-se um pássaro sem árvore e sem ninho onde possa repousar depois de um dia de vôos, de caçadas e de fugas de implacáveis predadores. Ao dizer isso, passei a pensar em mim mesmo, pois perdi meus pais há muitos anos e até hoje há situações nas quais me sinto desse modo. Tenho vontade de compartilhar alegrias e tristezas com eles, mas não os tenho por perto. Tenho vontade de sentar-me ou deitar-me em seu colo para desabafar ou rir, porém não me é possível fazê-lo.

Em quarto lugar, a falta de genitores também lembra a ausência de um provedor. Dependendo da idade ou das condições financeiras de um indivíduo, existe a carência de alguém que lhe supra suas necessidades primárias, tais como o alimento, a roupa, o calçado, o remédio e outras semelhantes a essas. No entanto, essa dependência ou precisão ultrapassam o limite do que foi posto como exemplo. Ao dizer isso, refiro-me a coisas que o dinheiro não pode comprar ou não podem ser classificadas como materiais. Digo, por exemplo, da provisão de amor, de carinho, de companheirismo, de compreensão, de cumplicidade, de atenção, de palavras de conforto ou de motivação, de estímulo ou cobrança, de elogio ou de um puxão de orelha na hora certa e outros da mesma natureza.

Portanto, quando Jesus falou que não nos deixaria órfão, creio piamente que queria dizer Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , , , , ,

Motivação – Parte 2

Esta é mais uma parte do estudo sobre Motivação feito com os jovens da Igreja do Ev. Quadrangular no Jd. Fátima, em Nova Odessa. Se você não leu a primeira parte e deseja lê-la, clique AQUI.

inteligencia espiritual

Parte 2 – Capacitados por Deus

CAPACITADO POR DEUS

     Uma das “descobertas” mais fantásticas que fiz nessa área, e que revolucionou a minha vida, foi que podemos orar pedindo inteligência e que Deus nos capacita não apenas para o exercício daquilo que, muitas vezes, classificamos como ministério espiritual ou atividades espirituais mas também para nossas atividades cotidianas, sejam elas profissionais ou não. (Embora, como já mencionado acima, para o cristão não há divisão entre o espiritual e o secular/material, pois somos um ser espiritual.)  

Eu disse descobertas entre aspas porque li os textos sobre os quais discorrerei a seguir inúmeras vezes, porém me parece que em dado momento as verdades contidas neles “saltaram” das Escrituras para dentro de mim. E, justamente por isso, quero compartilhar com você algumas delas, pois tal tema é profundíssimo e jamais uma pessoa poderia explorá-lo em sua plenitude. Então, vamos passear pela Bíblia comigo e procurar essas pérolas de valor incalculável?

A primeira grande verdade é que podemos orar ao Senhor pedindo inteligência.

Será que de fato existe base bíblica para isso? Sim. E quem fez isso foram pessoas que tinham uma profunda intimidade com Deus e grandes experiências de vida, as quais servem de parâmetro para todos nós. Isso porque o mesmo que o Pai fez por eles também o fará por todos aqueles que crerem e buscarem Nele essa dádiva.

Primeiramente, gostaria de falar a respeito de Davi. No Salmo 119, vemo-lo dizer: “As tuas mãos me fizeram e me afeiçoaram; dá-me inteligência para que aprenda os teus mandamentos (73.). Sou teu servo: dá-me inteligência para entender teus testemunhos (125).  A justiça dos teus testemunhos é eterna; dá-me inteligência, e viverei (144). 

Observou o motivo pelo qual quis começar com esse servo do Altíssimo? Veja: Ele poderia ter orado pedindo riquezas, glórias, honras, belas mulheres, reconhecimento das pessoas, capacidade para vencer os inimigos, estratégias de guerra, etc., etc., etc. Contudo ele, repetidas vezes, pediu inteligência (ou, como em outras versões, entendimento, discernimento), a fim de que pudesse entender a palavra de Deus.

Portanto, a primeira conclusão a que podemos e devemos chegar é que, antes de qualquer coisa, precisamos receber essa capacitação para compreender os mandamentos e os testemunhos do Senhor.

Por certo ele, o salmista, orou assim por saber que “o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não podem entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus” (I Coríntios 2:14,10). Logo, se você quer compreender  e experimentar qual é a “boa, agradável, perfeita vontade de Deus” (Romanos 12:2), deve dirigir-se ao Senhor dessa maneira também, isto é, pedindo-lhe inteligência espiritual – a que é gerada e desenvolvida em nós pelo Espírito Santo. Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , , , , ,

Espírito Santo!

Passamos por dias de muita exigência profissional, familiar, sentimental,…

Quantas vezes nos cobramos por não termos o tempo suficientemente hábil para conversarmos com o Pai. A Palavra diz que “o Pai procura verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade”. Quantas vezes não nos vemos nessa posição pelo fato de dedicarmos tanto tempo a outras coisas também tão necessárias à vida moderna!

Precisamos nos lembrar que ” o Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis”. É ele quem nos ajuda nas nossas fraquezas e nos compreende, pois só Ele conhece o nosso coração e saberá identificar se somos os tais adoradores a quem o Pai procura.

Sorte grande a nossa! Jesus Cristo nos salvou, viveu as nossas experiências(em tudo foi tentado, mas sem pecado!) e é capaz de nos compreender de forma amorosa e mui maravilhosa. Acredito que se o Salvador tivesse sido gerado no nosso século, teria deixado registrado claramente todas as coisas que por vezes temos dúvidas e não nos sentiríamos tão culpados! Vida moderna requer vida com Deus. E nosso coração é ainda mais nosso… testado… reservado(pela falta de tempo de compartilharmos)… mas continuamos como os irmãos da igreja primitiva: adoradores!

Aleluia!

Cristo nos resgatou e somos a luz e o bom cheiro de Cristo num tempo onde não se tem tempo para tantas coisas. Cristo nos capacitará daqui por diante (assim como tem feito) para que continuemos a obra grandiosa de Cristo: anunciar o Reino de Deus!

Quando penso nesses detalhes e entendo que o Senhor nos compreende, fico ainda mais feliz com a letra dessa canção da Fernanda Brum. Só o Espírito Santo é que pode, de fato, orar por nós tão intensamente, pois só ele nos vê por dentro!

Que Ele faça isso também por você. 

 

Tags: , , , ,

Depósito de lixo

coração sujo

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”

(Prov. 4:23)

       Outro dia, em uma das minhas caminhadas de oração, comecei a pedir a Deus que me ajudasse a retirar do meu coração todo lixo que porventura houvesse, pois, ainda que tenhamos sido redimidos por Cristo, como humanos que somos, estamos sujeitos a pecar. E, se não tomarmos cuidado, não perceberemos que o Espírito Santo se irá de nós.

     Enquanto conversava com o Senhor, veio-me à mente a imagem de uma casa e comecei a comparar nosso coração a ela. Por isso, gostaria de compartilhar com você algumas coisas que considero ser importantes para todos nós como cristãos desejosos de viver em comunhão com o Pai. Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , ,

AJUDADOS NAS FRAQUEZAS

         Muitas vezes, as pressões que vivemos no nosso cotidiano fazem-nos pensar ou agir como se estivéssemos sozinhos no mundo, à mercê da própria sorte ou, quem sabe, da falta dela. E o mais grave: isso ocorre mesmo com aqueles que têm um conhecimento significativo da Bíblia e intimidade com Deus. No entanto, a despeito de quaisquer coisas ou situações que tenhamos vivido, não é bem assim. Ou melhor: em hipótese alguma é assim.

         Nos últimos dias, ao estudar novamente o livro de Hebreus, deparei-me com uma verdade em extremo importante para todos os que tenham sido vítimas de pensamentos negativos ou de insinuações malignas que objetivam fazer-nos acreditar que estamos sós e que, conseqüentemente, não há mais esperança de dias melhores.

         Em Hebreus 2:17 e 18, lemos: “Por essa razão, era necessário que ele {Jesus} se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus, e fazer propiciação pelos pecados do povo. Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados.”  Note que o texto declara que Jesus foi semelhante a nós em todos os aspectos. Não apenas em alguns. A única exceção, é claro, foi o fato de não ter pecado, até porque se tivesse cedido às tentações, ele não teria força moral nem espiritual diante de Deus e, principalmente, diante do adversário das nossas almas para nos defender e socorrer. 

         Gosto da maneira como a Bíblia católica, Edições Loyola, fala de Cristo no versículo 18. Veja: “Na verdade, justamente por ter sofrido provações é que pode também vir em ajuda dos que passam por elas”.  Parece-me deixar essa verdade ainda mais clara diante dos nossos olhos. Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: