Anúncios
RSS

AJUDADOS NAS FRAQUEZAS

23 mar

         Muitas vezes, as pressões que vivemos no nosso cotidiano fazem-nos pensar ou agir como se estivéssemos sozinhos no mundo, à mercê da própria sorte ou, quem sabe, da falta dela. E o mais grave: isso ocorre mesmo com aqueles que têm um conhecimento significativo da Bíblia e intimidade com Deus. No entanto, a despeito de quaisquer coisas ou situações que tenhamos vivido, não é bem assim. Ou melhor: em hipótese alguma é assim.

         Nos últimos dias, ao estudar novamente o livro de Hebreus, deparei-me com uma verdade em extremo importante para todos os que tenham sido vítimas de pensamentos negativos ou de insinuações malignas que objetivam fazer-nos acreditar que estamos sós e que, conseqüentemente, não há mais esperança de dias melhores.

         Em Hebreus 2:17 e 18, lemos: “Por essa razão, era necessário que ele {Jesus} se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus, e fazer propiciação pelos pecados do povo. Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados.”  Note que o texto declara que Jesus foi semelhante a nós em todos os aspectos. Não apenas em alguns. A única exceção, é claro, foi o fato de não ter pecado, até porque se tivesse cedido às tentações, ele não teria força moral nem espiritual diante de Deus e, principalmente, diante do adversário das nossas almas para nos defender e socorrer. 

         Gosto da maneira como a Bíblia católica, Edições Loyola, fala de Cristo no versículo 18. Veja: “Na verdade, justamente por ter sofrido provações é que pode também vir em ajuda dos que passam por elas”.  Parece-me deixar essa verdade ainda mais clara diante dos nossos olhos.

         Como o Senhor não pecou, conforme já vimos, ele pode nos ajudar a vencer as nossas fraquezas. Diante dessa verdade tão maravilhosa e confortante, comecei a indagar-me que fraquezas seriam essas e decidi compartilhar com você algumas que me vieram à mente. Muitas delas fruto de experiências próprias:

  • O sofrimento físico. Ele foi submetido a um extremo e desumano sofrimento: carregar a pesada cruz; açoites; pés e mão perfurados com cravos. Além disso, a coroa de espinhos enterrada impiedosamente em sua cabeça e a lança que traspassou o seu lado. Que dor terrível ele suportou! Portanto: Ele pode nos compreender perfeitamente quando sofremos dores físicas e também nos ajudar nessa fraqueza.
  • O sofrimento emocional e psicológico. A Bíblia registra que no Getsêmani o Senhor viveu uma gigantesca luta interior. Chegou a ponto de suar gotas de sangue. Por certo, naquele momento, seu lado humano quis se sobrepor ao divino e recuar diante de tudo o que precisaria suportar, pois sabia o quão terrível seria tudo aquilo. Entretanto, decidiu cumprir a vontade do Pai. Permitiu-se passar por momentos horrendos para que você e eu pudéssemos ter com quem contar aqui na terra e depois viver uma eternidade de alegria genuína. Por isso, entende-nos perfeitamente quando passamos por situações que mexem com nossa mente e emoções.
  • A dor da injustiça. É outra fraqueza que podemos ter. Quantas vezes sofremos injustiças! E o quanto elas nos fazem sofrer! Com Jesus não foi diferente. Ele sofreu a mais dolorosa delas. Deu o melhor de si por todos (amor, perdão, cura do corpo, alma e espírito, segurança, esperança, etc…) e recebeu  o pior dos outros. Especialmente daqueles que deveriam ser seus defensores: os líderes religiosos. Então, pode nos auxiliar e consolar, oferecendo seu ombro amigo quando passamos por esse problema.
  • A dor da traição. Ele foi traído por um daqueles que escolhera – Judas. Mesmo sabendo que isso aconteceria (pois era onisciente), resolveu dar-lhe a chance de fazer parte do seu grupo de discípulos. Deve ter doído muito no coração dele. Ainda assim, chamou-o de amigo, em vez de apontar-lhe o dedo e amaldiçoá-lo. Logo, está totalmente apto para compreender o quanto a traição de alguém, sobretudo daqueles a quem muito amamos, nos machuca e revolta e nos oferecer a ajuda necessária.
  • A dor da solidão. Naquele terribilíssimo momento no Getsêmani, e principalmente na cruz, ele não pôde contar com ninguém para lhe oferecer um ombro amigo, abraçá-lo ou pelo menos dizer-lhe uma palavra de conforto. Até mesmo o Pai precisou virar-lhe o rosto, já que o Mestre havia atraído sobre si o pecado de todos nós. Como sabemos, ele desabafou, dizendo: “Deus meu, por que me desamparaste?”. Exatamente por isso o Senhor pode e quer fazer-nos companhia, conversar conosco, abraçar-nos quando nos sentimos sós e desamparados. Quando pensamos que até Deus nos abandonou. Ele também sentiu-se só, desamparado, abandonado.

         Além dessas, há outras possíveis e prováveis fraquezas humanas: o desemprego que bate à nossa porta; um pecado que não conseguimos vencer; a depressão que insiste em nos levar para o fundo do poço; um medo; a insegurança; a ansiedade; um trauma; um complexo de inferioridade; a dificuldade de amar ou de perdoar alguém que nos ofendeu; uma separação conjugal que deixou seqüelas terríveis; a dor da perda de um ente querido; o sentimento de impotência diante de um filho, parente ou amigo escravizado pelas drogas e tantas outras, que seria impossível mencioná-las todas. 

         Caso  se sinta incluído no rol dos que apresentam algumas ou mesmo muitas dessas fraquezas, não se desespere. Há uma excelente notícia para você: Jesus é o nosso sumo sacerdote que pode compadecer-se das nossas fraquezas. Então podemos aproximar-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade (Hebreus 4:14 ao 16).

         E mais: “E da mesma maneira também o Espírito {Santo} nos ajuda em nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus” (Romanos 8:26,27). Aleluia!!! Se não bastasse Jesus, temos também a ajuda do Espírito Santo!

         Mas não é só. Veja o que o profeta Isaías registra: “Pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te tenho gravado…” ( Isaías 49:15,16).

         Ainda não acabou. Há outra preciosidade que quero compartilhar com você que talvez esteja pensando que já não existe mais nenhuma esperança para o seu caso, para a sua vida. Veja com seus próprios olhos este verdadeiro tesouro do Senhor para você: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu outro Deus além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam” (Isaías 64:4).

         Que coisa mais linda de Deus para você, para mim, para nós. Se esperamos no Senhor, então ele trabalha por nós também. Mas não é só ele. Como vimos, a Trindade Santa está unida e não mede esforços para nos ajudar nas nossas fraquezas. Portanto, chegou a hora de levantarmos nossa cabeça e correr com paciência a carreira que nos está proposta: olhando para Jesus, autor e consumador da fé, sabendo que no Senhor e com Ele nossa vitória é certa. Aliás, certíssima.

Anúncios
 

Tags: , , , , , , ,

2 Respostas para “AJUDADOS NAS FRAQUEZAS

  1. marly

    10/08/2010 at 08:12

    BOM DIA,GOSTO MUITO PELA MANHA QUANDO ACORDO DE CHEGAR BEM PERTO DE DEUS APRENDER CADA VEZ MAS SOBRE ELE, ME SINTO COMO SE TIVESSE EM UM PSICOLOGO É MARAVILHOSO FALAR E OUVIR A PALAVRA DE DEUS

     
  2. Kézia Doarte

    17/07/2010 at 21:57

    Tios parabéns pelo Blog tenho certeza que vcs estão abençoando muitas vidas através da palavra de Deus, que Deus os abençoe sempre…..amamos muito vcs bjos!!!!!!!!!!

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: