Anúncios
RSS

O SEGREDO DO SUCESSO

01 nov

Confia em Deus – Cristina Mel

               Como as Sagradas Escrituras registram, após cerca de 430 anos vividos no Egito, o povo de Deus finalmente saíra em direção à Terra Prometida, Canaã, liderado por Moisés – o homem que o Senhor escolhera e capacitara. Mas, depois de caminhar pelo deserto por quarenta anos,  esse líder concluíra sua tarefa aqui na terra e fora chamado por Deus para viver nas mansões celestiais, como registra Deuteronômio 34. Contudo o serviço ainda não havia sido concluído, pois não tinha chegado ao território que o Pai lhe prometera. E, para o cumprimento do restante do serviço, O Senhor escolheu outro servo dele para conduzir o povo até o destino final: Josué, que desde cedo acompanhara Moisés bem de perto, que tinha sido um dos doze homens que foram espiar a terra a fim de fazer um relatório sobre o que vissem para que fosse traçado o plano de conquista e fora,  juntamente com Calebe, os únicos a voltarem confiantes de que o Senhor lhes daria aquele lugar por herança eterna como havia afirmado, independentemente das dificuldades que haveriam de enfrentar. Portanto, Deus não poderia ter feito escolha melhor, uma vez que  era alguém que já demonstrara fidelidade ao Senhor, confiança em suas promessas e lealdade a Moisés. Era alguém que enxergava com os olhos de Deus.

              Porém, é preciso observar que apesar de ser uma pessoa com boas referências faltava-lhe alguma coisa: a confirmação vinda do próprio Deus de que ele havia sido o escolhido para liderar  e conduzir o povo até Canaã. Por isso, a primeira ação de Jeová foi orientar Moisés a impor as mãos sobre ele, o que o fez tornar-se cheio do espírito de sabedoria. Após a morte de Moisés, como nos mostra o Livro  Sagrado em Josué 1º, o Senhor falou com ele que o líder anterior havia morrido e que ele era, agora, o responsável por fazer o povo entrar em Canaã e passou-lhe algumas instruções:

 . Ele deveria se levantar e passar o Jordão. Certamente, a morte do profeta de Deus o havia deixado triste, desorientado, prostrado, deprimido. Como essa não pode ser situação de um vencedor, o Senhor ordenou que se pusesse de pé. Para começar, ele tinha uma tarefa extremamente difícil – atravessar o rio. Isso certamente era algo complicado. Entretanto, logo após a ordem, o Pai lhe traz a segurança de que ele não estaria sozinho: “Como fui com meu servo Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei” (vers. 5). E mais: o Senhor diz que “Todo lugar que pisassem a planta do seu pé, seria deles e que ninguém se susteria diante dele, todos os dias da sua vida”. Que maravilha! Deus é realmente tremendo e fiel! Como foi bom, boníssimo para aquele homem saber que não estaria sozinho, desamparado naquela empreitada!!!

2ª. Para que essa promessa se cumprisse, era necessário que ele se esforçasse, tivesse bom ânimo. O Pai não faria todas as coisas sozinho. Era necessário que Josué fizesse o que lhe competia. A capacitação  o Senhor já havia dado. No entanto, ele precisava se esforçar,agir, estar animado, visto que quem vai fazer algo precisa estar entusiasmado, motivado, animado de tal forma que  contagie aqueles que estiverem ao seu redor. Quem se unirá a um líder desanimado, cabisbaixo, sem fé?

3ª. Josué precisava fazer todas as coisas conforme o que ensinava a lei. Não poderia fazer do seu jeito, porque, como ser humano que era, tinha limitações e falhas. Deveria realizar tudo do jeito de Deus, que é ilimitado, infalível, poderoso e que sabe o que é o melhor  no momento atual e também no futuro. Ele não poderia desviar-se nem para a direita nem para a esquerda, posto que, agindo dessa maneira, fugiria da rota estabelecida e passaria a andar por sua conta e risco, aliás enormes riscos, e o Senhor não queria que perecessem no caminho, antes desejava ardentemente que chegassem ao destino final sãos e salvos. E isso somente seria possível se fossem cumpridas à risca suas orientações.

4ª. Josué deveria agir sempre segundo aquilo que estava escrito no Livro da Lei, que eram os cinco primeiros livros da Bíblia (todos os outros livros foram escritos depois) e meditar sobre o que estava escrito, para que pudesse proceder segundo a vontade de Deus, pois só agindo assim ele prosperaria e se conduziria prudentemente.

Obviamente, se optasse por encher a sua cabeça com outras coisas, com ensinamentos de outros ou criasse seus próprios métodos, estaria fadado ao fracasso pessoal e levaria o povo à destruição, uma vez que até chegarem ao território dado pelo Senhor enfrentariam inimigos fortíssimos e a força e a sabedoria para vencê-los não era deles mesmos, mas viria de Deus.

5ª. Para finalizar, o Senhor reafirma o que dissera e o exorta a não se assombrar nem se espantar porque seria com ele por onde andasse. Novamente, vê-se um Deus tremendo,maravilhoso. Em quem se pode confiar cegamente, pois “Ele trabalha para o bem daqueles que o amam”, como diz Isaías 64:4.

              Eis aqui o segredo do sucesso. Essas verdades presentes em Josué capítulo primeiro também se aplicam a todos nós! Segundo nos informa o Livro Santo, essas coisas eram figuras daquelas que aconteceriam quando Cristo viesse (ver Hebreus 8:5, 9:23,24). Então se quisermos ser prósperos naquilo que intentarmos fazer, se quisermos ser bem-sucedidos, precisamos proceder conforme nos ensina a Bíblia. E isso se aplica a todas as áreas da nossa vida e a todas as coisas que almejarmos fazer, até mesmo aquelas que consideramos as mais insignificantes.

              É provável que já ocorreu com você ou com alguém muito próximo algo parecido com o exemplo abaixo: um projeto tinha tudo para dar certo e apostou-se tudo nele, posto que, aparentemente o resultado positivo seria certo.Todavia, o resultado foi catastrófico, um fracasso total. Ninguém conseguiu entender porque deu tudo errado.Conseqüentemente, veio a frustração, a desolação, a depressão. Onde ocorreu a falha? Justamente nesse ponto: Deus não foi levado a sério, não foi ouvido, não foi o Senhor da situação. Logo, o resultado não poderia ser diferente.

              Portanto, se você que obter êxito em suas empresas, se quer ser uma pessoa realizada e, em conseqüência disso, feliz, satisfeita, é imprescindível que busque as orientações corretas na fonte correta, as Sagradas Escrituras, já que elas são: “Lâmpada para os pés,e luz para o caminho”(Salmo 119:105) e que “Se quiser, e ouvir/obedecer, comerá o bem/ as coisas boas da terra”(Isaías 1:19). Deus não faz promessas falsas nem o chamou para morrer no deserto à mercê dos perigos, das intempéries, ou da sorte. Ele o chamou para ser um vencedor, para herdar todas as bênçãos prometidas a Abraão, visto que “Os que são da fé são filhos de Abraão e a bênção de Abraão chegou até nós por Jesus Cristo, e para que pela fé recebêssemos a promessa do Espírito Santo” (Gálatas 3:7, 14). Sendo assim, fica mais do que evidente que o servo do Senhor não está sozinho. Pelo contrário, um só com Ele é maioria, porque: “Maior é o que está em nós do que o que está no mundo”(I João 4:4). E quem é que está em nós? O Espírito Santo de Deus. Ou você não sabia que “o que se ajunta com o Senhor se torna um mesmo espírito com Ele?”(I aos Coríntios 6:17). Então, o que está esperando? Levante-se. Passe o “Jordão”. Pise a planta do seu pé. Esforce-se. Tenha bom ânimo. Não se desvie do caminho. Não se aparte da sua boca o Livro da Lei. Não se assombre nem se espante. Pois o Senhor é com você por onde andar. Não o deixará nem o desamparará. Seja bem-sucedido.

Anúncios
 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: