Anúncios
RSS

Está escrito!

16 dez

programas_estaescrito

“Jesus, porém, respondendo, disse: Está escrito…”

     Todas as lições deixadas por Jesus são, realmente, pérolas de inestimável valor para nós. Cada vez que mergulhamos nas páginas das Escrituras Sagradas, temos saciadas a fome e a sede da nossa alma. Entretanto, sempre há algumas delas que se sobressaem dada a sua importância e aplicação a situações do dia a dia. Dentre elas, posso destacar a que está registrada em Mateus 4: 1 ao 11, mais precisamente resumida em duas palavras: “Está escrito”.

Toda vez que esse texto vem à minha memória, descubro o quanto ele é importante e como me ajuda a vencer as batalhas travadas diariamente, seja no meu trabalho seja, sobretudo, em minha mente. Como essa palavra me tem feito vitorioso e também por ter vindo com frequência ao meu coração, almejo compartilhar com você algumas reflexões sobre ela.

A primeira delas é que até mesmo Jesus foi tentado. Como sabemos, depois de ser batizado, o Senhor foi para o deserto, onde permaneceu durante quarenta dias e quarenta noites. Logicamente, após tão grande período de jejum, ele estava física e mentalmente debilitado. Percebendo isso, o maligno se aproximou dele, querendo tirar proveito da situação.

Conosco não é diferente. O adversário da nossa alma percebe quando estamos debilitados em alguma área e tenta dar o bote, pois, como diz em I Pedro 5:8, ele anda em nosso derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. Entretanto, se recorrermos à Palavra, como o fez nosso Mestre, também venceremos a batalha travada.

A segunda: Cristo foi tentado nas três áreas que compõem nosso ser, ou seja, no corpo, na alma e espírito. Veja que a primeira proposta feita a Jesus foi transformar pedras em pães (Mateus 4:3). Por quê? Porque o Senhor estava com fome (Mateus 4:3). Porém, aquele período de jejum o fortalecera espiritualmente. Assim, ele teve discernimento suficiente para entender que aquela proposta tinha o objetivo de fazê-lo perder o foco e, consequentemente, fracassar. Se a aceitasse, pecaria e não poderia resgatar a humanidade das garras do diabo. Todavia ele venceu, dizendo: “Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”.

A terceira: o adversário quis convencê-lo a obedecer a um comando dele, ordenando que se jogasse de cima do ponto mais alto do templo, o pináculo. Caso o fizesse, o Mestre pecaria. Ele não veio para obedecer às ordens de satanás. Ao contrário, veio para exercer autoridade sobre ele e vencê-lo para também nos fazer vencedores. Por isso, mais uma vez o Senhor o venceu, declarando: “Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus” ou “… não ponha à prova o Senhor, o seu Deus.” – Mateus 4:7.

A quarta: o maligno é insistente e quis derrotá-lo espiritualmente, propondo dar a Jesus todos os reinos do mundo se prostrado o adorasse. Caso aceitasse tal proposta, o Senhor estaria dizendo, mesmo sem palavras, que satanás era deus; portanto, digno de adoração. Assim, ele se tornaria servo e não o Rei dos reis e Senhor dos senhores, como está escrito em Apocalipse 17:14. Desse modo, também teria fracassado e não poderia salvar o ser humano. Mas, graças a Deus, ele venceu, declarando a palavra: “Vai-te, satanás, porque está escrito: “Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás” ou “… “Retire-se, satanás…” – Mateus  4:10. Aleluia! Ele venceu!!!

A quinta: em nosso cotidiano, muitas vezes também somos tentados. Alguns de nós recebemos propostas tentadoras, e aparentemente irrecusáveis, na área financeira. Lamentavelmente, como temos visto no meio político e empresarial, muitos têm aceitado tais ofertas e se tornado grandes corruptos. Mas isso também tem ocorrido com cidadãos comuns. No entanto, se você é um verdadeiro cristão, deve considerar os ensinos de Cristo. Dentre os quais está a necessidade de ser fiel, digno e honesto, mesmo nas pequenas coisas.

Como declarou Jesus: “Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma?” – Mateus 16:26. Veja também: “Melhor é o pouco do justo do que a riqueza de muitos ímpios; pois o braço forte dos ímpios será quebrado, mas o Senhor sustém os justos. O Senhor cuida da vida dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre” – Salmos 37:16 ao 18 .

A sexta: muitas pessoas, hoje, são tentadas na área sexual. Os apelos a que somos submetidos diuturnamente parecem ficar arraigados e impregnados em nossa mente. Na televisão, no cinema, na internet, ou infernet, e até em outdoors há uma criminosa exposição e exploração da sexualidade, a qual nos é apresentada como a coisa mais comum.

Nas mídias em geral, a ideia vendida parece ser a de que devemos saciar nossos desejos sexuais a qualquer custo e sem nenhum escrúpulo. Entretanto, não é assim que ensina a Palavra de Deus. O sexo é de fato algo maravilhoso. No entanto, Deus estabeleceu regras e limites para que ele de fato seja bênção. O que vou dizer pode parecer caretice. Porém, a Bíblia ensina que relações sexuais abençoadas e, por essa razão, geradoras de felicidade real são aquelas que ocorrem com a pessoa com quem somos casados. De outro modo, é pecado, ou seja, é errar o alvo estabelecido pelo Pai. E ele certamente sabe o que é o melhor para nós.

Talvez até me perguntem: “Em que mundo você vive? Falar isso atualmente é um absurdo. É uma grande tolice. Isso é coisa do passado.”. Quem sabe alguém dirá que sou um tolo, um careta,  um retrógrado, falso moralista ou algo semelhante. E vou lhe dizer: aceito correr esse risco. Prefiro ser um careta e ultrapassado e obedecer aos mandamentos do Senhor a ser um cara de mente aberta e liberal e andar em sentido contrário à vontade do Senhor para minha vida, pois mais importa obedecer a Deus do que aos homens – Atos 5:29.

Logicamente qualquer pessoa tem todo o direito de discordar do que foi dito. Isso faz parte do livre-arbítrio dado por Deus a cada um de nós. Mas, se tem o desejo de seguir o que as Sagradas Letras ensinam, veja o que diz Apocalipse 21:8 “Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte – disse Jesus”.

Diante disso, quero lhe pedir que antes de fazer quaisquer julgamentos, peça ao Espírito Santo que o ajude a compreender essa palavra tão forte. Não à luz dos seus próprios conceitos ou preconceitos nem do que prega o mundo, mas realmente de acordo com a ótica e a vontade de Deus para sua vida. Lembrando que, se quisermos e estivermos dispostos a obedecer, comeremos os melhores frutos da terra, como fala Isaías 1:19.

Caso conclua que precisa corrigir a rota, você também pode vencer suas fraquezas pedindo que o Espírito Santo o ajude nessa tão grande batalha. Em Romanos 8:26,  Paulo diz que ele nos ajuda a vencermos as nossas fraquezas. É muito bom saber disso; aliás, excelente, pois sozinhos jamais seremos capazes de agradar a Deus. Isso porque nadar contra a correnteza é algo extremamente cansativo. Extenuante. Impossível, posso afirmar.

Querer obedecer a Deus é nadar contra a correnteza. É seguir o caminho da contracultura, ou seja, ter a mentalidade dos que rejeitam e questionam valores e práticas da cultura dominante da qual fazem parte. Digo mais: significa expor-se ao ridículo, à zombaria, ao escárnio, ao preconceito e à discriminação. Assim, em pouco tempo, a pessoa naufragará nesse mar de lama, que é o mundo, caso não conte com o auxílio do Espírito Santo.

Também não é demais lembrar que a capacidade de ter um viver santo, ou melhor, separado e consagrado a Deus vem de Deus (II Coríntios 3:5). O que não quer dizer que não estaremos mais sujeitos ao erro ou ao pecado (errar o alvo). Porém, eles não mais serão algo corriqueiros e constantes. Apenas um acidente de percurso. E, quando isso acontecer, a pessoa correrá arrependida para os braços do Pai. Assim, receberá pleno perdão e paz de espírito.

Importa ainda dizer que a frase Está escrito não se aplica somente ao que foi dito. Ela pode ser seu escudo, seu capacete e sua espada quando quaisquer situações adversas atingirem você, sua família ou pessoas do seu convívio – Efésios 6:10 ao 18. Todos nós, indistintamente, estamos sujeitos a isso. Contudo Jesus disse: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo – João 16:33. Subentendemos, então, que como ele também seremos mais que vencedores.

Para esclarecer um pouco mais, utilizarei algumas situações nas quais você pode empunhar a Palavra de Deus em seu benefício, pois ela também o fará mais que vencedor, através de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador (Apocalipse 12:11; Romanos 8:37 ao 39. Veja:

Sentindo-se sozinho, esquecido ou desamparado, o Senhor declara em Isaías 49:15 e 16a: “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim”. Você pode declarar isso.

Sentindo-se fraco e cansado, apegue-se a Isaías 40:29 ao 31: “Ele {Deus} fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam”.

Não sabendo como chegar a Deus, Jesus revela: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”. Logo, você pode declarar que Jesus é o seu caminho, a sua verdade  e que a verdadeira vida da qual tem necessidade está nele. E por aí vai. Entretanto, faça sua declaração usando a primeira pessoa  (eu ou nós).

Justamente por causa da vitória de Jesus manuseando a Espada do Espírito, isto é, a Palavra de Deus, nós também podemos ser vencedores, desde que sigamos seu exemplo. Lembre-se de que uma espada serve para se defender e também atacar o oponente, o maligno. Além disso, a Palavra do Senhor é lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos – Salmo 119:105. É também espírito e vida – João 6:63.

Portanto, mesmo que o adversário esteja travando ou venha travar uma terrível batalha contra sua vida, esteja bem certo de que a aplicação correta do que dizem as Escrituras Sagradas o fará mais que vencedor. Recorde-se ainda que “mais importa obedecer a Deus do que aos homens – conforme disseram Pedro e os apóstolos, quando os fariseus quiseram convencê-los a não falar de Jesus (Atos 5:29). Declare isso você também, e seja mais que vencedor, pois Jesus falou: “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” – Marcos 9:23.

(  Para sua meditação, ouça a música “Deus é fiel”, do Nani Azevedo. )

 

Anúncios
 

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: