RSS

Arquivo da tag: AMOR DE DEUS

TECIDO POR DEUS

“Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.” (Salmo 139:13)

Amados, outro dia, em mais uma das minhas caminhadas de oração, me veio à mente o Salmo 139 e, refletindo e orando a Deus sobre ele, nasceu em meu coração o desejo de lê-lo no mínimo uma vez por dia. Mas houve dias em que senti que deveria fazer isso duas ou mais vezes. E assim o fiz. E a cada leitura feita ficava ainda mais extasiado diante da grandeza do meu Deus e passei a inclui-lo no meu louvor, na minha adoração, na minha gratidão e nos meus pedidos a Ele em relação às minhas necessidades e a de outros.
Passados alguns dias, porém, brotou em meu coração o desejo de compartilhá-lo com uma pessoa muito querida e de orar com ela por um período indeterminado, apresentando as necessidades dela e “relembrando” Deus daquilo que a Palavra dele dizia. Isso tenho feito desde então, mesmo não sabendo plenamente qual é o propósito do Senhor tanto para ela quanto para mim, uma vez que primeiramente esse texto falou comigo.
Mais uns dias se passaram e me veio ao coração a vontade de compartilhar com você algumas das verdades expressas nele. Digo algumas porque sei que a Palavra de Deus é uma fonte inesgotável, que alimenta e refrigera nossa alma e que se renova a cada manhã.
Primeiramente, gostaria de dizer que todas as pessoas que criam alguma coisa têm um propósito para sua criação. Pode ser algo específico com uma função específica para facilitar a vida em algum aspecto ou simplesmente como um simples entretenimento.
Normalmente, todo criador conhece muito bem sua criatura. Por isso, quando surge um problema, pode resolvê-lo com facilidade.
Há até uma história que diz que certa feita um industrial que tinha adquirido uma máquina de Henry Ford (o dono da indústria automobilística Ford) não conseguia consertar um problema. Depois de tentar muitas vezes, mas sem obter sucesso, decidiu chamar o inventor dela. Então ele veio e em poucos minutos consertou-a.
Na hora de pagar, o industrial assustou-se com o valor cobrado. Se não me falha a memória, eram mil dólares. Então decidiu questioná-lo. Todo aquele montante, quando o serviço fora feito em tão pouco tempo? Ford respondeu-lhe prontamente: “São 10 dólares pelo conserto e 990 por saber onde estava o defeito”. Segundo o narrador dessa história, aquele homem pagou-o satisfeito por entender que a justificativa dele era plausível.
O mais importante desse fato é que Ford criara aquela máquina com um propósito e conhecia muito bem o funcionamento dela. Assim, quando apresentou um defeito, ele foi direto ao ponto e resolveu-o com extrema facilidade.
Mas o que isso tem a ver conosco? Read the rest of this entry »

 
 

Tags: , , , , ,

A humildade de Jesus

"Jesus num jumentinho""A humildade de Jesus"

Jesus chega a Jerusalém montado num jumentinho

O Rei que se humilhou

Texto base: João 12:12-18

Contextualizando

Jumento é um animal dócil, de
fácil adaptação a ambientes diversos e não era utilizado em guerras.
Simbolicamente poderia representar o sossego, a calma, a paz; ao passo que um
cavalo era muito usado em guerras até meados do século XX. Obviamente, Jesus
entrou em Jerusalém montado num jumentinho a fim de que fosse cumprida a
profecia de Zacarias 9:9  “ … eis que o
teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, sobre
um asninho, filho de jumenta.” Os judeus viviam sob o domínio dos romanos e
pagavam altos tributos a eles. Portanto, aguardavam um rei que viesse salvá-los
daquela opressão. Ainda hoje as pessoas depositam sua confiança em líderes de
governo acreditando vir deles a paz e a solução dos problemas mundiais.
Recentemente vimos isso nos Estados Unidos da América que elegeram o presidente
Barak Obama acreditando que ele pudesse solucionar problemas e conflitos
mundiais. É claro, que como representante de seu povo ele há de defender
primeiro os interesses de sua nação ainda que isso custe caro às outras nações.

Judeus e americanos se assemelham
nesse aspecto. Esperando um líder que resolvesse seus problemas visíveis e
imediatos!

Princípios e ensinamentos Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , , , ,

UMA DEMONSTRAÇÃO DE AMOR

Este slideshow necessita de JavaScript.

ESSE É O 2° DA SÉRIE DE 5 ESTUDOS QUE ESTAMOS PUBLICANDO. BOA LEITURA E UMA BOA REFLEXÃO PRA VOCÊ!

Texto base: João 12: 1-11

Contextualizando

O relato de João no início do capítulo 12 diz respeito à
visita de Jesus na casa de Lázaro, a quem ressuscitara ( ver João 11 ), e suas
irmãs, Marta e Maria. Nessa ocasião, Maria derrama um perfume muito caro nos
pés de Jesus e os enxuga com seus cabelos. Era costume da época ungir com
algumas gotas desse perfume um hóspede importante. Era importado do norte da
Índia. Ainda hoje é usado na indústria de cosméticos e perfumarias.

O
nardo puro geralmente era guardado num vaso de alabrastro. Esse vaso, por sua
vez, era feito de uma pedra finíssima de gesso, levemente cinza e transparente.
Ele não tinha asas e era quebrado quando se desejava usar o perfume que estava
dentro. O valor dele seria equivalente a um ano de trabalho de uma pessoa
comum. Maria não se contentou em apenas usar algumas gotas. Ela quebrou o vaso
e o derramou em Jesus(ver Marcos 14: 3). É importante observar também que
durante as refeições os judeus ficavam reclinados no chão para o lado esquerdo,
de modo que pudessem ter a mão direita livre pra se alimentarem, já que não
usavam talheres. Essa posição à mesa era considerada festiva. Maria efetuou uma
demonstração de amor. Mas o que vem a ser o amor? Amor é uma palavra vinda do
latim e que possui muitos significados. O Dicionário Ruth Rocha o define como
“atração espontânea e intensa por alguém ou por alguma coisa; desvelo, carinho;
objeto de afeto”. Genericamente, pode significar afeição,
compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, paixão, querer bem, satisfação,
conquista.

Princípios e
ensinamentos

1° – Maria demonstrou seu amor por Jesus dando o melhor que
possuía em seu benefício: o perfume (v. 3 ) . Ela não o amou apenas com
palavras, mas o fez com atitude: quebrou o vaso e derramou em Jesus o perfume.
Como era algo que tinha um alto custo ela certamente “quebrou”, com essa
atitude, o apego às coisas passageiras. Ela demonstrou que Ele era um hóspede
muito querido. Read the rest of this entry »

 

Tags: , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: