Anúncios
RSS

Arquivo da tag: palavras de Deus

Crédito com Deus

linha-de-credito

É bom ter crédito na praça?

Logicamente essa pergunta parece absurda. Afinal, todos nós queremos e precisamos ter crédito para podermos fazer as transações comerciais necessárias. Mas não apenas na área financeira. Em todas as coisas e situações isso é importante e se faz necessário.

Apesar disso, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) cerca de 56% das famílias brasileiras estão endividadas.  Como consequência, muitos não podem comprar a prazo.

Se gozar da confiança de uma empresa ou de alguém já é algo maravilhoso, imagine ter crédito com Deus?  Não há dúvida de que é fantástico.   E as Sagradas Escrituras estão cheias de exemplos de pessoas que desfrutavam da confiança do Senhor, mas também de outras tantas que não tinham a aprovação dele. Infelizmente.

Quando olhamos para a história dos reis de Israel e de Judá, vemos muitas vezes a seguinte expressão a respeito deles: “E fez o que parecia mal aos olhos do Senhor”, como está escrito em II Reis 17:2 sobre Oséias ou como está registrado sobre Acaz: “… e não fez o que era reto aos olhos do Senhor Deus, como Davi, seu pai” – II Reis 16:2. Por essa razão, esses homens não tinham crédito com o Senhor e deixaram de desfrutar das bênçãos do Pai.

Por outro lado, também encontramos o seguinte sobre alguns reis: “E fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo o que fizera Davi, seu pai” – II Reis 18:3. Esse foi o caso de Ezequias, filho de Acaz, rei de Judá, sobre o qual meditaremos um pouco.

E não para por aí. Veja os versículos 5, 6 e 7a: “No Senhor Deus de Israel confiou, de maneira que depois dele não houve quem lhe fosse semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele, porque se chegou ao Senhor, não se apartou dele, e guardou os mandamentos que o Senhor tinha dado a Moisés. Assim foi o Senhor com ele; para onde quer que saía se conduzia com prudência…”

Que declaração maravilhosa! Porém, mais fantástico ainda foi o que aconteceu com esse homem de Deus, como resultado da sua obediência ao Senhor: recebeu o favor de Deus tanto no exercício do seu governo quanto na vida pessoal.

Em se tratando de seu serviço como governante, quando Senaqueribe, rei da Assíria, invadiu todas as cidades fortes de Judá, apossou-se delas e começou a fazer uma grande pressão psicológica sobre Ezequias e seu povo, o rei pegou as cartas e as estendeu diante do Senhor e orou apresentando as ameaças que seu adversário havia feito, pedindo livramento para todos os servos do Senhor.

Por causa de sua fidelidade, veja a resposta que o Senhor enviou a ele através do profeta Isaías: “Assim diz o Senhor Deus de Israel: O que me pediste acerca de Senaqueribe, rei da Assíria, ouvi” – II Reis 19:20. A seguir, o Altíssimo enviou um grande livramento ao seu povo.

Em outro momento, Ezequias adoeceu e o Senhor mais uma vez falou com ele através de Isaías: “Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás” – II Reis 20:1.

Que notícia terrível, não é? Contudo, lembre-se de que ele havia feito o que era reto aos olhos do Senhor. O rei não fizera o que parecia reto aos seus próprios olhos, e isso lhe garantiu um enorme crédito com Deus ao longo de toda sua vida.

Ao ouvir tal sentença, ele não Read the rest of this entry »

Anúncios
 

Tags: , , , , , ,

Mais uma noite com as rãs

praga-2b

Não apenas a vida é uma caixinha de surpresas. O ser humano, de fato, também é. Aliás, talvez seja uma caixona. Basta olharmos para o Faraó do Egito que entenderemos como essa afirmação somente aparenta ser exagero.

Quando lemos Êxodo 7 ao 11, vemos que Deus havia ouvido as orações dos hebreus, os quais tanto sofriam como escravos dos egípcios, e decidira enviar Moisés para ser o mediador da libertação deles. Então, o enviado do Rei dos reis solicitou que o faraó os deixasse sair do território egípcio, a fim de prestar-lhe culto.

No entanto, o governante, conforme já era esperado, não permitiu a saída deles. Uma das razões humanas para a recusa do rei é que o povo de Deus fazia os trabalhos mais duros, e de graça. Caso saísse, traria grande prejuízo para o Egito, que tanto prosperava às custas dos escravos.

Entretanto, o Senhor já havia decidido libertar os hebreus. Logo, não seria um homem que o impediria de cumprir seus planos para com seus filhos. Assim, para que os egípcios entendessem quem de fato era Deus e quem estava no controle de todas as coisas no universo, ele começou a enviar as pragas, as quais neutralizavam as “forças” dos deuses adorados no Egito (inclusive o próprio rei), mostrando, assim, sua ineficácia e também revelavam a existência de um ser superior, o qual, ainda que não podia ser visto em forma física, era real e governava tudo e todos.

Em Êxodo 7:19 ao 25, vemos as águas do rio Nilo sendo transformadas em sangue. Como o Nilo era considerado a personificação de Hápi, que se acreditava ser o “deus da fertilidade”, tal praga colocou em xeque essa crença, pois provocou a morte dos peixes. Portanto, deu um duro golpe na crendice egípcia, a qual os fazia venerar algumas espécies de peixes. Desse modo, o Senhor mostrou que ELE é o Criador, o Dono da vida e quem permite que pessoas, animais e plantas sejam férteis e produzam abundantemente segundo a sua espécie.

Mesmo assim, o coração do rei continuou duro feito uma pedra, e não deixou o povo ir. Como consequência, Deus enviou a praga das rãs. Elas eram animais sagrados para os egípcios. Um de seus ídolos, a deusa Heqet tinha cabeça de rã, e os egípcios criam que ela possuía o poder criar as coisas.

Entretanto, a grande multiplicação de rãs fez com que a deusa Heqet parecesse maligna por ter atormentado dessa maneira o povo que lhe era tão devoto. As superstições dos egípcios os obrigaram a respeitar as criaturas que a praga lhes fez odiar, e que, se não fossem divindades, teriam destruído todas (Êxodo 8:2-14 – Equipe Biblia.com.br).

É justamente nesse ponto que quero refletir um pouco com você. Em Êxodo 8:7, lemos: “Mas os magos fizeram a mesma coisa por meio das suas ciências ocultas: fizeram subir rãs sobre a terra do Egito”. Porém, eles não conseguiram fazer nada para que elas desaparecessem. Obviamente, isso revelou a todos os egípcios que mesmo os magos mais competentes tinham poderes limitados.

Diante disso, a única alternativa do rei foi chamar aqueles que eram os representantes do Único e Verdadeiro Deus. Veja: “O faraó mandou chamar Moisés e Arão e disse: “Orem ao Senhor para que ele tire estas rãs de mim e do meu povo; então deixarei o povo ir e oferecer sacrifícios ao Senhor” – Êxodo 8:8.

Até aí, tudo bem. Leia: “Moisés disse ao faraó: “Tua é a honra de dizer-me quando devo orar por ti, por teus conselheiros e por teu povo para que tu e tuas casas fiquem livres das rãs e sobrem apenas as que estão no rio” – Êxodo 8:9. Mas algo estranho vem a seguir. Read the rest of this entry »

 

Tags: , , , ,

Conselhos para uma vida feliz

Mais uma vez sou grato a Deus pela oportunidade de poder compartilhar com vocês os ensinamentos que tenho aprendido Dele. “Conselhos para uma vida feliz” é o meu 3° livro. Ele nasceu de um sonho e em 15 dias estava escrito.

Agora, chegou o dia do lançamento: 15/04/2017, às 19h00, na Livraria Nobel do Tivoli Shopping em Santa Bárbara d’Oeste.

Agradeço a todos os que puderem comparecer e aos que, de perto ou de longe, têm incentivado meu trabalho. Será uma honra tê-los num momento tão importante!

lançamento

 

 

Tags: , , , , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: